Guterres pede que UE que não deixe de se comprometer com os refugiados

Estrasburgo (França), 17 mai (EFE).- O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu nesta quarta-feira à União Europeia que não deixe de se comprometer com a ajuda aos refugiados, uma crise que disse "escavou a autoridade moral" de muitos países.

"É importante que a UE e a ONU trabalhem juntas para restabelecer o sistema de ajuda aos refugiados de acordo com o Direito Internacional", apontou Guterres em um discurso perante o plenário da Eurocâmara.

"Francamente, se quisermos nos denominar defensores do direito humanos, devemos ter a autoridade moral para isso", acrescentou Guterres.

O líder também afirmou que a política de cooperação e ajuda ao desenvolvimento devem entender o fator da mobilidade.

"As pessoas deve poder ter a possibilidade de ficar em seus países com uma vida digna. Migrar deve ser uma opção, não uma necessidade", acrescentou.

O secretário-geral da ONU enalteceu o projeto europeu e disse que para o trabalho de luta pela paz das Nações Unidas a cooperação da UE "é fundamental".

Além disso, se pronunciou contra aqueles que elogiam "a soberania nacional" acima dos direitos fundamentais, em uma crítica implícita ao populismo.

O português é o primeiro cidadão comunitário escolhido secretário-geral da ONU, como apontou o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, em sua apresentação, na qual elogiou a colaboração de ambas organizações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos