Advogado de Lula diz que presunção de inocência "já não existe" no Brasil

Genebra, 12 mai (EFE).- O advogado britânico Geoffrey Robertson, que representa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse nesta quinta-feira que a presunção de inocência "já não existe" no Brasil em relação ao que considera só excesso nas suas funções por parte do juiz que investiga seu cliente por suposta corrupção.

"No Brasil não existe a presunção de inocência, existe a presunção de culpa", afirmou Robertson em coletiva de imprensa em Genebra.

A equipe de advogados de Lula apresentou no dia 29 de julho de 2016 uma queixa ao Comitê de Direitos Humanos da ONU na qual se alegava "perseguição judicial" a Lula e "abuso de poder" exercido pelo juiz Sergio Moro.

"O que está acontecendo nos últimos meses no Brasil é que se põe na prisão as pessoas para que confessem. O juiz (Sergio) Moro está fazendo isso, quer que as pessoas confessem, e as coloca na prisão, e as pessoas que estão presas sabem que a única maneira de sair da prisão é confessar", acrescentou.

O advogado deixou claro que deve-se "lutar contra a corrupção", mas que isto deve ser feito "cumprindo-se a lei".

"O que acontece com Moro não aconteceria em um país civilizado", acusou o advogado, atacando o sistema judiciário brasileiro, que permite que o juiz instrutor seja também o que dita a sentença.

"Moro é um juiz que durante 18 meses esteve investigando e dizendo publicamente que Lula é culpado. É incrível a falta de imparcialidade, isto na Inglaterra (sic), na Europa, na Austrália não aconteceria", insistiu.

Robertson também criticou que as declarações ao juiz tenham se tornado públicas "o que demonstra mais a falta de presunção de inocência".

Em referência a um apartamento em Guarujá que segundo a investigação pertence a Lula e que ele teria obtido de forma irregular, Robertson disse que "nem Lula, nem ninguém da sua família dormiu no modesto apartamento" - um triplex.

Para os advogados do ex-presidente o objetivo final da trama politico-judicial contra eles é evitar que concorra as eleições presidenciais de 2018.

Lula, que governou o Brasil entre 2003 e 2011, enfrenta graves acusações de corrupção pelas quais é objeto de diversos processos, e foi processado por obstrução à Justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos