Confrontos entre militares e EI deixam quase 50 mortos na Síria

Cairo, 18 mai (EFE).- Pelo menos 49 pessoas morreram nas últimas 24 horas, em confrontos entre as forças do governo da Síria e o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), no nordeste da província de Aleppo, informou nesta quinta-feira o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os mortos são 17 membros das forças leais ao Governo de Damasco e 32 integrantes do EI.

Nos combates, as tropas do governo sírio contam com o apoio de milicianos de elite do grupo xiita libanês Hezbolá e da artilharia russa.

As hostilidades se intensificaram nesta região, por onde os apoiadores do presidente sírio, Bashar al-Assad, tentam avançar e tomar o controle de Maskanah, no extremo leste de Aleppo, e de outras localidades.

Nas últimas horas, as autoridades sírias conquistaram 12 cidades e zonas dos arredores do aeroporto militar de Al Yarah e se aproximaram 4km de Maskanah.

Quatro dias atrás, as tropas do governo tomaram o controle desta área, que estava nas mãos dos jihadistas.

Por outro lado, acontecem confrontos semelhantes no nordeste da cidade de Salamiyah, na província de Hama, vizinha a Aleppo, onde nove membros das forças do governo e 15 do EI morreram.

Além disso, há combates perto da estrada que une as cidades de Salamiyah, Azariya, Janasir e Aleppo.

Esta via é considerada estratégica, pois liga as províncias de Hama, Al Raqqa e Aleppo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos