Jovem morre atropelado em manifestação no oeste da Venezuela

Caracas, 18 mai (EFE).- Um jovem venezuelano de 25 anos morreu nesta quinta-feira atropelado por uma caminhonete durante uma manifestação que ocorreu no estado de Zulia, no oeste da Venezuela, informaram o Ministério Público (MP) e um deputado da oposição.

"O Ministério Público determinou que o promotor do estado de Zulia, Israel Vargas, que investigue a morte de Paúl Moreno durante uma manifestação na tarde desta quinta-feira", disse o MP em nota.

A Promotoria indicou que o jovem foi atropelado por uma caminhonete na referia avenida onde ocorria a manifestação. Moreno chegou a ser levado ao hospital Doutor Adolfo Pons, mas morreu vítima de um traumatismo.

O deputado Juan Pablo Guanipa disse no Twitter que o veículo que atropelou o jovem foi uma "Hilux branca escoltada por motorizados".

Segundo Guanipa, Moreno, que era estudante de Medicina, estava atuando como voluntário em um grupo de socorristas para os protestos, conhecido como Cruz Verde,

"Moreno foi assassinado pela ditadura de Nicolás Maduro. Socorria as vítimas nas manifestações", afirmou o parlamentar em outra mensagem, na qual incluiu uma foto do jovem auxiliando outras pessoas.

Com a morte de Moreno, o número de vítimas nas manifestações contra Maduro na Venezuela subiu para 46. A oposição tinha convocado protestos em vários estados para pedir o fim da repressão.

Há mais de um mês e meio, a Venezuela vive uma onda de manifestações contra Maduro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos