Lavrov afirma que não vê segredo em informações passadas por Trump

Nicósia, 18 mai (EFE).- O ministro de Assuntos Exteriores russos, Sergey Lavrov, afirmou nesta quinta-feira em Nicósia que não vê nenhum tipo de segredo na informação facilitada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e sustentou que as afirmações da imprensa ao respeito são meras "especulações".

Lavrov fez estas declarações em uma coletiva de imprensa com seu colega cipriota, Ioannis Kasulidis, em alusão à suposta informação altamente classificada que Trump teria lhe dado durante sua recente visita a Washington, sobre a ameaça do grupo terrorista Estado Islâmico vinculada ao uso de computadores portáteis em aviões.

"Que eu me lembre, há um ou dois meses a Administração Trump impôs um veto ao transporte de computadores portáteis desde sete países do Oriente Médio, e isto estava conectado diretamente a uma ameaça terrorista", disse Lavrov. "Se estão se referindo a isso, não vejo segredo por nenhuma parte".

"Tenho a impressão que muitos meios americanos apresentam os fatos como se estivéssemos ainda nos tempos da União Soviética", acrescentou.

Lavrov opinou que não há nada de errado em compartilhar informações relacionadas com o terrorismo.

O ministro, que realiza uma visita oficial de dois dias ao Chipre, abordou com Kasulidis questões bilaterais, a situação atual no Oriente Médio e na Ucrânia, as relações entre a União Europeia e a Rússia, bem como o estado atual das negociações para a reunificação do Chipre.

Nesse contexto, Lavrov reiterou o apoio do seu país a uma solução do problema do Chipre.

Lavrov encerrará amanhã sua visita a Nicósia com uma reunião com o presidente do Chipre, Nikos Anastasiadis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos