Promotor peruano tem 15 dias para denunciar ex-diretor da Odebrecht

Lima, 18 mai (EFE).- O promotor Hamilton Castro tem 15 dias para se pronunciar sobre a extensão de denúncia por conluio injusto contra o ex-diretor da construtora Odebrecht no Peru, Jorge Barata, e outros envolvidos nos pagamentos de propinas para a construção do metrô de Lima, informou na quarta-feira a procuradora Katherine Ampuero.

A Procuradoria solicitou no mês de março a inclusão de Barata, o empresário José Graña, Jesús Munive e Jorge Menacho, na investigação preliminar da Promotoria sobre o pagamento de propinas feitos pela construtora para receber a obra durante o segundo governo do ex-presidente Alan García.

No entanto, a promotoria rejeitou o pedido de Katherine, após acrescentar que "deverá ser decidido no momento certo pelo Ministério Público".

Aqueles incluídos na investigação por conluio injusto, ou seja por combinar um pacto ilícito para prejudicar o Estado, são o ex-vice-ministro de Comunicações Jorge Cuba, além dos ex-funcionários Mariella Huerta e Edwin Luyo, quem também foram denunciados por lavagem de dinheiro, conluio injusto e corrupção passiva.

Diante da negativa da Promotoria, a procuradora apresentou uma queixa excepcional, o que resultou em uma disposição fiscal emitida na última segunda-feira, dando a Castro um prazo de 15 dias para resolver a questão.

Barata é colaborador da Promotoria peruana e falou com o promotor Hamilton Castro sobre o pagamento de US$ 2 milhões ao ex-vice-ministro Jorge Cuba, para ganhar a construção do metrô da capital peruana, em um consórcio formado com a empresa local Graña-Montes.

O ex-diretor da Odebrecht também confessou o pagamento de US$ 20 milhões em propinas ao ex-presidente Alejandro Toledo para a construção de dois trechos da estrada Interoceânica sul, além de US$ 3 milhões para a campanha do ex-presidente Ollanta Humala, em 2011. EFE

mmr/phg

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos