Putin e Macron falam de terrorismo e Ucrânia em primeiro contato por telefone

Moscou, 18 mai (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o novo governante francês, Emmanuel Macron, mantiveram nesta quinta-feira sua primeira conversa telefônica desde que o segundo ganhou as eleições na França em 7 de maio.

O Kremlin informou em um comunicado que os dois governantes abordaram assuntos como a luta contra o terrorismo e a crise ucraniana.

"Também conversaram sobre a possibilidade de futuros encontros pessoais", acrescentou a presidência russa na nota.

De acordo com o Kremlin, os dois presidentes concordaram em cooperar em assuntos regionais e internacionais, "entre eles a luta antiterrorista".

Em particular, Putin e Macron enfatizaram a importância de continuar com o diálogo no formato "da Normandia" - Rússia, França, Alemanha e Ucrânia - para solucionar a crise ucraniana conforme o estipulado nos Acordos de Minsk.

O presidente da Rússia, acrescentou o Kremlin, parabenizou o chefe de Estado francês por sua posse e pela formação de seu governo, e ambos manifestaram sua disposição para desenvolver as "tradicionais relações de amizade" entre os dois países no âmbito político, econômico e cultural.

Para Moscou, a vitória eleitoral de Macron foi o pior dos resultados possíveis, já que, ao contrário dos outros candidatos, o novo chefe do Estado francês defende as posturas europeístas frente à Rússia, em particular no que se refere à crise ucraniana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos