Putin pede que Maduro resolva problemas da Venezuela "dentro da legalidade"

Moscou, 18 mai (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, recomendou nesta quinta-feira ao chefe de Estado da Venezuela, Nicolás Maduro, que é preciso resolver os problemas do país "dentro da legalidade", em uma conversação telefônica entre os dois governantes.

"Nicolás Maduro informou sobre a situação política interna na Venezuela e sobre as medidas para resolver a crise. O presidente da Rússia desejou sucesso ao governo da Venezuela para normalizar a situação e enfatizou a importância de que os problemas sejam resolvidos dentro da legalidade, de acordo com as leis nacionais", informou o Kremlin em comunicado.

Putin e Maduro, segundo a nota, "conversaram sobre a situação no mercado do petróleo, também no contexto dos acordos entre os países membros da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e outros países (produtores) para reduzir os volumes de produção" de hidrocarbonetos.

Pouco antes, a porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, assegurou que a situação na Venezuela, onde 45 pessoas morreram nos protestos que acontecem em todo o país há quase dois meses, "não representa uma ameaça à paz e à segurança da região".

"A instigação de conflitos através da provocação de desordem pública e enfrentamentos é um caminho para lugar nenhum, que pode derivar em caos, derramamento de sangue e novas tragédias humanas", indicou a porta-voz.

Os protestos começaram depois que o Tribunal Supremo, acusado de ajudar o governo, atribuiu para si as funções da Assembleia Nacional, que é controlada pela oposição, em uma decisão que foi revogada após pressão internacional.

A tensão se agravou quando o presidente Maduro anunciou o início de um processo constituinte para redigir uma nova Carta Magna como a "única" maneira para se obter a paz, o que os seus detratores veem como um "golpe de Estado" e uma maneira de se perpetuar no poder. EFE

aep/rpr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos