Grupo de ultradireitistas invade Ministério de Justiça alemão para protestar

Berlim, 19 mai (EFE).- Cerca de 50 ultradireitistas trataram de invadir a sede do Ministério de Justiça alemão em Berlim nesta sexta-feira para protestar contra a proposta de lei que é tramitada no Parlamento para combater os chamados crimes de ódio e notícias falsas nas redes sociais.

Os manifestantes do chamado "Movimento Identitário", que é considerado defensor de uma "identidade nacional" e que é seguido pelos serviços secretos, se aproximaram com um caminhão da sede de Justiça e trataram de invadir o prédio através de uma escada, apontaram meios locais.

Os ultradireitistas cantaram slogans contra o ministro de Justiça, Heiko Mass, e a favor do fechamento das fronteiras em Europa.

Segundo explicou um porta-voz das forças de segurança ao jornal "Focus", a polícia, que vigiava outro ato perto dali, compareceu rapidamente e conseguiu evacuar os ultradireitistas sem o uso de violência.

O suposto organizador da manifestação foi levado às dependências policiais, onde foi fichado por infringir a lei de reunião, enquanto o grupo postou no Facebook imagens de seu protesto contra o Ministério.

Segundo explicou recentemente o Governo em uma resposta parlamentar, o "Movimento Identitário" conta com cerca de 300 membros, dos quais somente uma minoria participa regularmente de ações de protesto.

Em dezembro, um grupo de "identitários" tentou ocupar a sede central da União Democrata-Cristã (CDU), o partido da chanceler alemã, Angela Merkel, e em agosto seguidores deste movimento se colocaram nas portas Porta de Brandeburgo para protestar contra o abrigo a refugiados.

Segundo o Governo alemão, os "identitários" fazem parte dos novos movimentos de extrema direita, que rejeitam as sociedades multiculturais e veem a imigração e o islã como uma ameaça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos