Boate Reina, local de atentado do último Réveillon, é demolida em Istambul

Istambul, 22 mai (EFE).- As autoridades municipais de Istambul, na Turquia, realizaram nesta segunda-feira a demolição do famoso restaurante e boate Reina, na margem do Bósforo, que foi palco de um atentado jihadista em que morreram 39 pessoas no último Réveillon.

As retroescavadeiras chegaram logo no início da manhã e em 45 minutos, derrubaram o local, que estava fechado para o público desde que um jihadista, membro do Estado Islâmico (EI), metralhou os clientes que comemoravam a chegada do ano de 2017.

De acordo com informações de fontes próximas à empresa que administrava o estabelecimento, um dos mais famosos e caros de Istambul, afirmaram ao jornal "Hurriyet" que não tinham sido informadas da decisão e que as máquinas "chegaram, derrubaram tudo e foram embora".

Em uma breve nota, reproduzida pelo jornal, a Prefeitura de Istambul confirma a demolição e diz que foi feita "pois partes do edifício não cumpriam com as normas".

Reina, um restaurante a margens do Bósforo conhecido, sobretudo, pelas suas prolongadas festas que contavam com a presença de celebridades locais e internacionais, tinha sido inaugurado em 2002.

Nos últimos anos, a empresa proprietária do terreno e o empresário que alugado o local para administrar o restaurante, estavam se enfrentando nos tribunais, pois o inquilino se negou a deixar o negócio, mesmo com o contrato tendo se encerrado em 2013, diz o "Hurriyet".

No ano passado, teve início um julgamento para prosseguir com o despejo do empresário, mas o Reina seguiu funcionando normalmente até o massacre do Réveillon.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos