Conselho de Segurança condena teste da Coreia do Norte e ameaça com sanções

Nações Unidas, 22 mai (EFE).- O Conselho de Segurança da ONU condenou nesta segunda-feira o último teste de mísseis da Coreia do Norte e reiterou mais uma vez sua disposição de endurecer as sanções internacionais contra o país.

Em um comunicado, os 15 membros do Conselho criticaram o comportamento "desestabilizador" de Pyongyang e o "flagrante e provocador desafio" representado por seus lançamentos de mísseis balísticos.

A Coreia do Norte, que está proibida de realizar este tipo de atividade, disparou neste final de semana outro míssil balístico de médio alcance, o segundo em menos de uma semana.

Com uma linguagem similar à que usou depois do teste anterior, o Conselho de Segurança urgiu hoje que o país pare com suas provas armamentistas e disse que está disposto a aumentar as sanções contra o regime de Kim Jong-un.

Estados Unidos e China estão há algum tempo negociando novas punições contra a Coreia do Norte, mas por enquanto não apresentaram uma proposta conjunta ao resto do Conselho de Segurança.

"Estamos trabalhando atualmente, ainda não está feito", disse a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley, na semana passada, quando o Conselho abordou pela última vez a questão norte-coreana.

Os 15 países devem reunir-se nesta terça-feira às portas fechadas para analisar o último teste da Coreia do Norte, mas por enquanto não se espera nenhuma ação concreta.

Em paralelo às discussões sobre novas sanções, o Conselho está trabalhando para endurecer a aplicação das punições já existentes em uma tentativa de aumentar a pressão sobre Pyongyang.

"Esperamos que o Conselho de Segurança seja capaz de avançar em termos de aplicar melhor as sanções existentes, por um lado, mas também endurecendo as sanções", afirmou hoje aos jornalistas o embaixador francês, François Delattre.

Seu homólogo britânico, Matthew Rycroft, expressou a mesma mensagem, salientando que o Conselho deve dar "respostas substanciais" à última "indignante provocação" da Coreia do Norte.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse hoje por meio de um porta-voz que, com seus insistentes testes de mísseis, a Coreia do Norte está desafiando "abertamente" as resoluções do Conselho.

"Para nós está claro que a Coreia do Norte está desafiando abertamente as resoluções do Conselho de Segurança com a aceleração de suas atividades de teste de mísseis balísticos", declarou Guterres através de seu porta-voz, Stéphane Dujarric.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos