EI reivindica atentado contra base rebelde com mais de 20 mortos na Síria

Cairo, 22 mai (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou nesta segunda-feira através da agência de notícias "Amaq", vinculada aos radicais, o atentado de ontem contra uma base rebelde na Síria, que deixou 21 mortos.

Em um comunicado publicado no Telegram, a "Amaq", que citou "fontes de segurança", explicou que uma moto-bomba e um cinturão de explosivos de um suicida do EI explodiram ao mesmo tempo em uma base da facção Movimento Islâmico dos Livres de Sham.

O quartel dos também chamados Livres de Sham está no povoado de Tel Tuqan, na província setentrional de Idlib.

O duplo atentado causou a morte de 21 combatentes desse grupo, segundo a contagem divulgada ontem pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Os Livres de Sham emitiram no domingo um comunicado no qual acusavam o EI de estar detrás do ataque.

Quase toda Idlib está controlada por grupos islâmicos e insurgentes, entre os quais figura os Livres de Sham.

Esta facção, de tendência salafista, é uma das mais importantes da Síria e costuma agir junto ao Organismo de Liberdade do Levante, a ex-filial da Al Qaeda no país.

O EI se opõe a todas as partes do conflito na Síria, desde os grupos rebeldes e islâmicos, incluídos o antigo ramo da Al Qaeda, bem como as forças governamentais sírias e seus aliados, e as milícias curdas, que contam com o respaldo dos EUA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos