Mais de 900 mil pessoas foram obrigadas a fugir da RDC em 2016, diz NRC

Nairóbi, 22 mai (EFE). - Mais de 922 mil pessoas se viram obrigadas a fugir de casa na República Democrática do Congo (RDC) durante o ano passado, o maior número de deslocados internos registrado por conflitos no mundo, informou o Conselho de Refugiado Norueguês (NRC) nesta segunda-feira.

Os conflitos do país foram responsáveis por 2,2 milhões de deslocados internos e mais de 550 mil refugiados em países vizinhos, conforme os últimos dados do NRC, que trabalha na região. De um total de 3,7 milhões, 1 milhão viveu esse descolamento desde o começo do ano, depois do aumento da violência na província de Kasai, onde a milícia Kamuina Nsapu semeou o terror entre a população.

"A crise, em grande parte esquecida, da RDC superou todas as demais crises em número de pessoas obrigadas a fugir dos seus lares. Até a Síria ou as guerras brutais do Iêmen não alcançaram o número de pessoas que se deslocaram na RDC o ano passado", disse a diretora do NRC na RDC, Ulrika Blom.

Já a diretora do Centro de Controle de Deslocamento Interno (IDMC), Alexandra Bilak, destacou "o fracasso para abordar as causas subjacentes dos conflitos" por países que "abandonam a agenda internacional" e "dão lugar a padrões cíclicos de deslocamento".

O novo relatório do IDMC mostrou o aumento das tensões étnicas e enfrentamentos de longa duração entre grupos armados em 2016 e o atribuiu à insegurança política que o país sofre, em particular nas províncias do Nord-Kivu e Sud-Kivu, no leste do RDC, na fronteira com Uganda, Ruanda e Burundi.

"A crise da RDC é a mais esquecida do mundo. Apesar de mais de 7 milhões de pessoas precisarem de ajuda, o financiamento internacional de US$ 813 milhões é só 20% de necessário", destacou NRC.

O Conselho Norueguês também mostrou preocupação com a diminuição do efetivo da missão da Organização das Nações Unidas (ONU) em algumas zonas do país.

Vinte anos de conflito armado fizeram com que 7,3 milhões dos 92 milhões de habitantes da RDC precisem de ajuda humanitária. A RDC ocupa a posição 176 de 188 no ranking de IDH (índice de desenvolvimento humano) Global. A melhor colocação é da Noruega e a pior é do Níger.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos