Países da UE aprovam formalmente abertura de negociação do Brexit

Bruxelas, 22 mai (EFE).- Os 27 países da União Europeia (UE) deram sinal verde oficialmente nesta segunda-feira para a abertura das negociações com o Reino Unido para a saída deste país do bloco, prevista para a semana do dia 19 de junho, ao aprovar as diretivas correspondentes e conceder o mandato à Comissão Europeia para que os represente no processo.

Além disso, designaram o ex-comissário francês Michel Barnier como negociador em nome dos 27.

"As negociações já podem começar", declarou em uma coletiva de imprensa o vice-primeiro-ministro de Malta, Louis Grech, cujo país preside neste semestre o Conselho da UE.

O Conselho de Ministros de Assuntos Gerais, que não contou com participação do Reino Unido, adotou uma decisão que autoriza a abertura das negociações com o governo britânico, bem como as diretivas de negociação e o mandato à Comissão Europeia, como instituição que participará das conversas.

O vice-premiê maltês também indicou que os 27 escolheram Barnier como representante nas negociações. O francês já era negociador chefe da Comissão para o Brexit.

"Os 27 depositam toda sua confiança nele, em sua experiência para um resultado bem-sucedido" das negociações, disse Grech.

Barnier destacou a "unidade" não só entre os 27 países, mas também "entre as instituições" comunitárias.

"Estamos preparados. Temos um mandato claro (...) Todas as estruturas estão dispostas", afirmou o ex-comissário francês.

Barnier disse que as negociações começarão "o mais rápido possível" após as eleições britânicas de 8 de junho, e indicou que as conversas começarão na semana "do dia 19".

Além disso, o negociador indicou que publicará um "primeiro relatório" sobre o processo em 22 junho, "exatamente um ano depois" do referendo em que a maioria de britânicos votou pela saída do país da UE, e "menos de três meses após" a notificação oficial para a saída por parte da primeira-ministra britânica, Theresa May.

As diretivas da negociação estão baseadas em uma recomendação apresentada em 3 de maio pela Comissão e nas orientações dadas pelos 27 chefes de Estado e de governo em uma cúpula extraordinária em 29 de abril.

Grech afirmou que as diretivas aprovadas hoje estão concentradas na primeira fase de negociação, a da saída do Reino Unido, e acrescentou que elas serão adaptadas de acordo com as necessidades que forem surgindo conforme avança o processo.

Os ministros também adotaram uma decisão para criar um grupo de trabalho especial com representantes dos 27 que participará das reuniões dos embaixadores sobre questões do Brexit e servirá de vínculo com Barnier.

O político francês disse que esse grupo terá amanhã a sua primeira reunião.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos