Theresa May condena "atroz ataque terrorista" em Manchester

Londres, 23 mai (EFE).- A primeira-ministra do Reino Unido, a conservadora Theresa May, condenou nesta terça-feira (data local) o "atroz ataque terrorista" que deixou pelo menos 19 mortos e 50 feridos em Manchester, no norte da Inglaterra.

A chefe do governo britânico expressou a sua solidariedade para as vítimas e as famílias dos afetados e confirmou que a polícia está tratando o incidente como um atentado.

"Estamos trabalhando para estabelecer todos os detalhes", disse May, depois que uma explosão semeou pânico ao final de um show da cantora americana Ariana Grande na Manchester Arena.

O ataque aconteceu a menos de três semanas das eleições gerais no Reino Unido, previstas para 8 de junho.

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, também enviou suas condolências às vítimas.

"Terrível incidente em Manchester. Os meus pensamentos estão com todos aqueles afetados e com os nossos magníficos serviços de emergências", afirmou no Twitter o líder da oposição.

Por sua vez, o líder do Partido Liberal Democrata, Tim Farron, condenou o "horrível" ataque contra "meninos e jovens que simplesmente estavam desfrutando um show".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos