Venezuela não se satisfaz com resposta da Colômbia sobre veículos blindados

Caracas, 22 mai (EFE).- A chanceler da Venezuela, Delcy Rodríguez, assegurou nesta segunda-feira que não se satisfez com a resposta da Colômbia sobre a presença de veículos blindados perto da passagem fronteiriça de Paraguachón, que une ambos países, e que seu governo a considerou uma "insólita e inadmissível provocação".

"Não nos satisfez nem estamos de acordo com a resposta dada pelo governo colombiano, porque sabemos que as atividades e ações militares e o equipamento militar que está presente na fronteira com a Venezuela não se concilia com atividades para a luta contra o delito transnacional", disse Rodríguez em uma coletiva de imprensa.

O governo venezuelano denunciou em um comunicado a presença de veículos blindados "de combate" na área fronteiriça com a Colômbia, e apontou que tal fato é uma "insólita e inadmissível provocação executada" pelo país vizinho, motivo pelo qual expressou sua "mais enérgica rejeição".

Em resposta, o governador do departamento colombiano de La Guajira, Weildler Guerra, negou que haja presença de carros blindados na fronteira com a Venezuela, tal como denunciou Caracas.

Por sua parte, o Ministério da Defesa de Colômbia afirmou que os veículos blindados desdobrados perto de Paraguachón somente cumprem uma função de controle "dos delitos" e estão nessa área desde 2015.

"Sabemos que está emoldurado na provocação pensada pelo Pentágono. Foi uma denúncia permanente, foi uma denúncia também inclusive na recente visita que o presidente Juan Manuel Santos fez aos Estados Unidos", acrescentou a ministra das Relações Exteriores de Venezuela.

Rodríguez particularizou que este fato "se concilia também com a reunião do deputado (opositor) Julio Borges (presidente da Assembleia Nacional) com o chefe da segurança nacional nos Estados Unidos".

Segundo a chanceler, a Venezuela "vem denunciando constantemente que se pretende um processo de intervenção em diferentes âmbitos, inclusive o militar".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos