Ariana Grande volta aos EUA após atentado durante seu show em Manchester

Miami (EUA), 23 mai (EFE).- A cantora americana Ariana Grande, que se declarou "devastada" pelo sangrento atentado jihadista ocorrido quando encerrava um show na Manchester Arena, no Reino Unido, retornou nesta terça-feira à sua casa em Boca Raton, na Flórida.

De acordo com o site "ENews", Ariana Grande, de 23 anos, chegou hoje de manhã em um avião privado a Boca Raton, cidade no sul da Flórida, acompanhada de sua mãe, Joan Grande, e sua cadelinha Toulouse.

No aeroporto local era esperada por seu namorado, o rapper americano Mac Miller.

"Quando Ariana desceu do avião, Mac a recebeu na pista com um longo abraço seguido de um beijo", detalhou o site.

O casal teve um emotivo encontro e se falou durante poucos minutos antes de entrar em um veículo, acrescentou o "ENews".

Pelo menos 22 pessoas morreram, entre elas crianças, e outras 59 ficaram feridas no atentado, ocorrido ao final do show de uma das cantoras favoritas dos adolescentes, quando um terrorista suicida detonou um explosivo de fabricação caseira, segundo a polícia do Reino Unido.

"Devastada. Do fundo do meu coração, eu sinto muito. Não tenho palavras", escreveu a cantora ainda na segunda-feira em sua conta no Twitter.

Alguns de seus seguidores lhe expressaram seu amor pela rede social e lhe responderam que "obviamente" não era sua culpa, utilizando a hashtag #PrayForManchester (Rezem por Manchester).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos