Estado Islâmico assume autoria do atentado de Manchester

Cairo, 23 mai (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu nesta terça-feira a autoria do atentado de Manchester ao afirmar que um "soldado do califado" colocou "vários pacotes bomba" em várias concentrações de "cruzados" na cidade britânica.

Em um comunicado, cuja autoria não pôde ser comprovada, e divulgado através do Telegram, o EI indicou que detonou os pacotes colocados na Manchester Arena, onde morreram 22 pessoas, entre elas várias crianças, e novas 59 ficaram feridas.

O grupo jihadista afirmou que o ataque é uma "vingança da religião de Deus" e que tem por objetivo "aterrorizar os politeístas", em referência aos cristãos, e também justificou como uma "resposta às suas agressões contra as casas dos muçulmanos".

A nota cifrou em 30 os mortos e em 70 os feridos, e ameaçou que "o próximo será mais forte, mais intenso, contra os adoradores da cruz e os seus aliados".

O atentado foi perpetrado pouco depois do término de um show da cantora americana Ariana Grande, quando as pessoas deixavam o local. EFE

jfu/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos