EUA matam sete membros da Al Qaeda em operação no Iêmen

Washington, 23 mai (EFE).- Os Estados Unidos afirmaram nesta terça-feira que mataram sete membros da Al Qaeda na Península Arábica, durante uma operação antiterrorista na província de Marib, no Iêmen.

"Durante a operação, as forças americanas mataram sete militantes da Al Qaeda", indicou o comunicado do Comando Central, encarregado das operações no Oriente Médio.

Segundo o Pentágono, a operação contou com o apoio do governo do Iêmen reconhecido pelos Estados Unidos e apesar dos rebeldes xiitas houthis controlarem importantes extensões do oeste do país, incluída a capital Sana.

O Comando Central afirmou que este tipo de operação "fornece informação sobre as capacidades da Al Qaeda, as suas intenções e disposição, o que permite continuar degradando o grupo".

A falta de estabilidade assola o Iêmen desde a guerra iniciada em 2014 entre houthis e os leais ao governo reconhecido pelo Ocidente.

Segundo os Estados Unidos, a Al Qaeda aproveitou a falta de poder para planejar e inspirar ataques terroristas contra o Ocidente.

Em janeiro, Trump autorizou uma missão similar contra algumas instalações controladas pela Al Qaeda nas quais morreram pelo menos 14 civis, segundo a Human Rights Watch, e o soldado das forças especiais americanas William "Ryan" Owens.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos