Milícias asseguram que mataram 21 integrantes do EI em Al Raqqa, na Síria

Cairo, 23 mai (EFE).- As Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, afirmaram nesta terça-feira que mataram 21 integrantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no leste da província de Al Raqqa, no centro-norte da Síria.

Em um comunicado, publicado em um de seus perfis no aplicativo Telegram, as FSD explicaram que seus milicianos abateram 21 radicais e destruíram dois carros bomba em enfrentamentos contra o EI no povoado de Bir Hamad, no leste da região.

Os choques terminaram com a conquista dessa localidade por parte das FSD, segundo a nota.

Entretanto, combates entre os dois grupos explodiram na localidade de Hamad Nasr, que foi parcialmente tomada pelas FSD.

As FSD contam com apoio de aviões da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos e de forças especiais americanas no terreno. Desde novembro, as milícias curdas desenvolvem uma ofensiva contra o EI em Al Raqqa, o principal reduto dos jihadistas na Síria.

No último mês, pelo menos 355 pessoas morreram em bombardeios da coalizão em diversas partes do país árabe, segundo a recontagem divulgada hoje pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Entre essas vítimas, ao menos 225 eram civis; 122 combatentes do EI; e oito milicianos pró-governo iraquiano de nacionalidade estrangeira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos