Trump fala com May sobre atentado em Manchester e oferece ajuda americana

Washington, 23 mai (EFE).- O presidente americano, Donald Trump, telefonou nesta terça-feira desde Jerusalém para a primeira-ministra britânica, Theresa May, para oferecer ajuda na investigação em torno do atentado de Manchester.

"Ambos os líderes se mostraram de acordo que o ataque - que teve como alvo adolescentes em um evento alegre - foi particularmente sem sentido e depravado", indicou a Casa Branca em um comunicado.

Trump ofereceu a May a ajuda americana na investigação e assegurou que os EUA "estão do lado do povo britânico" e seguirão "lutando contra o terrorismo".

Ambos líderes destacaram a "rapidez e coragem" com a qual os serviços de emergência e pessoas que estavam na zona da explosão, que ocorreu depois de um show da artista americana Ariana Grande, puderam responder para ajudar os feridos e suas famílias.

Pelo menos 22 pessoas morreram no ataque, que foi reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Trump disse que espera poder se reunir com May na quarta-feira na reunião de líderes da Otan em Bruxelas ou no final de semana na cúpula do G7 na Sicília (Itália).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos