Putin pede unidade da nação russa durante inauguração de templo ortodoxo

Moscou, 25 mai (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, fez nesta quinta-feira uma chamada a manter a unidade da nação russa, durante uma cerimônia em um templo ortodoxo em homenagem aos mártires do século XX erigido no mosteiro Stretenski de Moscou.

"Sabemos quanto frágil é a paz civil (...) Nunca devemos esquecer como cicatrizam as feridas das divisões. E por isso a nossa obrigação é fazer tudo o que depende de nós para manter a unidade da nação russa", disse o chefe do Kremlin, citado por meios locais.

Putin disse que o novo templo, cuja construção começou em 2014, "representa a reconciliação", e destacou o profundo simbolismo de sua abertura ocorrer no centenário das revoluções de fevereiro e outubro, que significaram a queda da autocracia czarista e a instauração do poder dos soviets, respectivamente.

Estes eventos históricos, acrescentou Putin, "foram o começo das muitas e duras provas pelas quais o país teve que passar no século XX".

"Devemos lembrar as páginas brilhantes e tristes da história e aprender a assimilá-las em conjunto, sem esconder nada. Só assim será possível compreender em toda a sua dimensão as lições que o passado nos oferece", acrescentou o governante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos