Irã se mostra disposto a enviar tropas à Síria para observar cessar-fogo

Teerã, 29 mai (EFE).- O governo do Irã declarou nesta segunda-feira que que está preparado para enviar tropas que supervisionem o cumprimento do cessar-fogo na Síria, se os países fiadores do mesmo - Rússia, Turquia e Irã - chegarem a um acordo a respeito.

Em sua coletiva de imprensa semanal, o porta-voz de Relações Exteriores, Bahram Qasemi, explicou que será "necessário desdobrar forças que possam monitorar o cessar-fogo", caso se concretize o estabelecimento de quatro zonas seguras na Síria.

"Estamos preparados para tomar essa medida se chegarem ao acordo necessário", salientou Qasemi, acrescentando que as negociações continuam seu curso.

Rússia e Irã - aliados do Executivo de Damasco - e a Turquia - fiadora da oposição - combinaram no início do mês em Astana reduzir as hostilidades em quatro zonas da Síria.

No entanto, a oposição síria deslegitimou esta proposta, da qual disse não fazer parte, e rejeitou qualquer papel do Irã como fiador do cessar-fogo.

Por sua parte, o enviado especial da ONU para Síria, Staffan de Mistura, considerou que "a iniciativa é um importante passo na direção adequada".

As quatro zonas de redução de tensão, cujas fronteiras exatas ainda devem ser definidas, serão criadas na província setentrional de Idlib, ao norte da cidade de Homs, em Guta Oriental (periferia de Damasco) e no sul do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos