Líderes chegam a acordo para formar governo nas Ilhas Cayman após eleições

George Town, 30 mai (EFE).- O líder do Movimento dos Povos Progressistas (PPM, sigla em inglês), Alden McLaughlin, se converterá nesta quarta-feira no próximo primeiro-ministro das Ilhas Cayman, um território britânico ultramarino situado no Caribe, após o acordo alcançado depois das eleições gerais realizadas no último dia 24.

A governadora das Ilhas Cayman, a britânica Helen Kilpatrick, informou através de uma declaração oficial que McLaughlin lhe comunicou que conta com apoio suficiente para formar o novo Executivo.

Kilpatrick disse que o líder do PPM lhe deu "evidências" de que conta com apoio para iniciar um governo de unidade nacional, após um pacto alcançado com o rival Partido Democrata das Ilhas Cayman (CDP, sigla em inglês).

A governadora das Ilhas Cayman indicou que, por isso, assinou um mandato para que nesta quarta-feira, às 10h locais (12h de Brasília), a Assembleia Legislativa realize o ato de votação que deve conduzir McLaughlin ao cargo de novo premiê do território caribenho.

Segundo esclareceu Kilpatrick, os acordos estabelecem que McLaughlin seja o futuro premiê, enquanto seu rival McKeeva Bush, líder do CDP, se transformará em presidente da Assembleia Legislativa.

Bush anunciou na segunda-feira que não houve consenso para se tornar primeiro-ministro, liderando uma coalizão com membros independentes.

Nas eleições de 24 de maio, o CDP obteve três cadeiras, enquanto que oito foram para o PPM e o mesmo número para candidatos independentes.

"Acredito que este - futuro - governo tem boas chances de se manter unido para trabalhar para os interesses das Ilhas Cayman no transcurso do próximo mandato", disse McLaughlin.

O candidato independente Chris Saunders afirmou, por sua vez, que PPM e CDP se uniram para usurpar o desejo da população.

As eleições gerais do dia 24 nas Ilhas Cayman estabeleceram um recorde de 21.226 eleitores, 15% a mais que os que haviam se registrado antecipadamente para as últimas eleições.

As Ilhas Cayman são um território britânico ultramarino designado pelo Comitê de Descolonização da ONU como um dos últimos territórios não autônomos, o que significa que deve ser objeto de um processo de descolonização.

O território tem uma superfície aproximada de 260 quilômetros quadrados repartidos principalmente entre as ilhas de Grande Cayman, Cayman Brac e Pequena Cayman, que abrigam uma população de aproximadamente 70 mil habitantes.

O arquipélago conta com uma robusta economia graças às milhares de companhias que se encontram registradas nesse território que se caracteriza por ser um centro financeiro internacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos