ANP rejeita acordo de paz com controle militar israelense na Cisjordânia

Jerusalém, 31 mai (EFE).- A Autoridade Nacional da Palestina (ANP) rejeitou nesta quarta-feira um acordo de paz com Israel se o Estado judeu mantiver o controle militar na Cisjordânia, como apresentou ontem o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

"Não aceitaremos nenhum acordo que mantenha qualquer soldado israelense em terras do Estado independente da Palestina", declarou o porta-voz da presidência, Nabil Abu Rudeineh, em comunicado divulgado pela agenda de notícias "Wafa".

A visita do presidente dos Estados Unidos Donald Trump ao Oriente Médio na semana passada, durante a qual assegurou que ambos os líderes estavam preparados para voltar à mesa de negociações, gerou expectativas para uma possível reativação do processo de paz.

Ontem, Netanyahu descartou a possibilidade de Israel se retirar da parte "ocidental do rio Jordão" por motivos de segurança e advertiu que "qualquer acordo de paz incluirá controle militar na Cisjordânia".

"Essas declarações perpetuam as causas de atual conflito porque a paz e a segurança só serão obtidas com a retirada completa israelense dos territórios palestinos ocupados em 1967", respondeu hoje Abu Rudeineh, que qualificou a proposta israelense de "inaceitável".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos