CEO de estatal argelina é demitido após vazamento de "vídeo indecente"

Argel, 31 mai (EFE).- O diretor-executivo da empresa estatal de distribuição de produtos petrolíferos da Argélia, Hocin Rizou, foi demitido nesta quarta-feira e substituído temporariamente por Rachid Nadil, informou a companhia em comunicado.

Em nota, a companhia explicou que a decisão foi tomada durante uma reunião do conselho de administração da Naftal, subsidiária da também estatal argelina Sontrach.

A demissão ocorreu três dias depois de uma onda de protestos de funcionários da empresa, que pediam a saída imediata de Rizou, pelo fato de o agora ex-CEO ter se envolvido em um "escândalo extraprofissional" com outro executivo da companhia.

Mais de 1.500 operários da Naftal fizeram uma greve na terça-feira após a divulgação de um "vídeo indecente" no qual Rizou supostamente aparecia.

Por causa da situação, a empresa anunciou que apresentou uma denúncia para determinar a autenticidade do vídeo e identificar os autores da publicação do vídeo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos