Guterres condena ataque em Cabul e pede aumento da luta contra terrorismo

Nações Unidas, 31 mai (EFE). - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, condenou energicamente o ataque com carro-bomba desta quarta-feira em Cabul, que deixou pelo menos 90 mortos e 463 feridos, e pediu mais esforços na luta contra o terrorismo.

"Os ataques indiscriminados contra civis são violações graves dos direitos humanos e do direito internacional humanitário e nunca podem ser justificados", afirmou em comunicado o porta-voz do secretário-geral, Stéphane Dujarric.

No texto, o secretário-geral reforçou a necessidade de aumentar a luta contra o terrorismo e o extremismo violento e salientou a importância dos autores dos crimes serem levados à Justiça.

Os membros do Conselho de Segurança da ONU também condenaram o atentado de Cabul e qualificaram a ação de "injustificável".

O organismo também insistiu na necessidade de julgar os autores e organizadores da ação, bem como aqueles que a financiaram, e pediu a todos os estados para "cooperar ativamente com o governo do Afeganistão e com todas as autoridades relevantes a este respeito". EFE

hc/cdr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos