Procuradoria colombiana detém ex-funcionário público por caso Odebrecht

Bogotá, 31 mai (EFE).- Juan Sebastián Correa Echeverry, que trabalhou como funcionário da Agência Nacional de Infraestrutura da Colômbia (ANI), foi detido nesta quarta-feira por seu suposto envolvimento no escândalo de corrupção da Odebrecht, informaram fontes oficiais.

"O processado, como funcionário da ANI, manejava os assuntos referentes ao tema de infraestrutura no Congresso da República, situação que, segundo a investigação da procuradoria, aproveitava para servir de intermediário entre o ex-senador Otto Nicolás Bula, o ex-gerente da campanha presidencial Roberto Prieto e Andrés Giraldo", detalhou o Ministério Público colombiano.

Segundo o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a Odebrecht pagou aproximadamente US$ 788 milhões em subornos em 12 países da América Latina e da África, incluindo a Colômbia.

Por este caso está detido no país o ex-senador Otto Bula, que admitiu ter recebido US$ 4,6 milhões para intermediar na consecução de contratos para a construtora brasileira na Colômbia.

Também está atrás das grades o ex-vice-ministro de Transporte, Gabriel García Morales, que reconheceu ter recebido US$ 6,5 milhões em subornos.

O terceiro detido é o empreiteiro Andrés Cardona, pela sua suposta participação na licitação irregular e execução de um contrato entre a construtora brasileira e a Empresa de Aqueduto e Rede de esgoto da capital colombiana para obras no rio Bogotá.

A procuradoria já convocou para interrogatório os gerentes das campanhas presidenciais do atual governante colombiano, Juan Manuel Santos, em 2010 e 2014, e do opositor Óscar Iván Zuluaga, seu rival na última disputa, como parte das investigações sobre os repasses da Odebrecht.

Correa Echeverry foi indiciado pela procuradoria pelos delitos de tráfico de influências de servidor público, abuso da função pública e falso testemunho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos