Putin acredita que é cedo para anunciar se concorrerá à reeleição em 2018

São Petersburgo (Rússia), 1 jun (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta quinta-feira que ainda é cedo para anunciar se ele vai se candidatar à reeleição nas eleições presidenciais de março de 2018, em uma entrevista com os presidentes de dez agências internacionais de notícias, entre elas a Agência Efe.

"Agora não é o momento. Falta cerca de um ano e isso é muito tempo. No mundo contemporâneo da política isso é muito (tempo)", afirmou Putin ao responder ao presidente da Efe.

O chefe do Kremlin, que retornou à presidência em 2012 após quatro anos de parêntesis como primeiro-ministro, garantiu que "ao começar qualquer pré-campanha eleitoral, todo o mundo deixa de trabalhar".

"E eu não vou contribuir para isso. Por isto, não vou adiantar nada agora. Será mais tarde. É preciso esperar", insistiu o presidente russo.

O Kremlin informou que a possibilidade de Putin apresentar sua candidatura ainda não figura na agenda, tendo em conta que a campanha eleitoral não começará até meados de dezembro.

Contudo, os analistas dão como certo que Putin tentará a reeleição e que, com uma popularidade superior a 80%, poderia conquistar um resultado histórico com mais de dois terços dos votos.

O dia das eleições foi prorrogado em uma semana, e a votação acontecerá em 18 de março do ano que vem para coincidir com o quarto aniversário da anexação da Crimeia.

Após a reforma constitucional na Rússia, em caso de vitória nas eleições no ano que vem, Putin permaneceria no poder até 2024.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos