Putin consideraria entrada da Suécia na Otan uma "ameaça adicional"

São Petersburgo (Rússia), 1 jun (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu nesta quinta-feira que se a Suécia ingressasse na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), o Kremlin consideraria isto uma "ameaça adicional" para sua segurança, em uma entrevista com os presidentes de dez agências de notícias internacionais, entre elas a Agência Efe.

"É claro que se a Suécia ingressar na Otan isto vai causar um impacto negativo em nossas relações. Consideraríamos isto como uma ameaça adicional", afirmou Putin.

O presidente russo acrescentou que, neste caso, a Rússia não seria vítima da histeria, ainda que seja necessário "responder de alguma maneira".

"Os suecos saberão se (entrar para a Otan) é algo do qual necessitam, mas nenhuma pessoa com bom critério pode sequer imaginar que a Rússia vai atacar a Suécia", detalhou Putin.

O chefe do Kremlin também tachou de "informações falsas" as denúncias de que submarinos russos estão operando perto do litoral da Suécia.

"Isso é completamente falso. E eu me pergunto: realmente interessa à Suécia estar envolvida neste conflito?", comentou o líder russo.

A Rússia se mostrou totalmente contrária à possibilidade de que países como Suécia, Finlândia, Geórgia e Montenegro entrem para a aliança militar do Atlântico Norte, que o Kremlin acusa de fortalecer as suas posições perto de suas fronteiras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos