Lesoto volta às urnas pela segunda vez em menos de 3 anos

Johanesburgo, 2 jun (EFE).- O pequeno reino do Lesoto retorna neste sábado às urnas pela segunda vez em menos de três anos, depois que uma moção de censura derrubou em março o Governo de coalizão do então primeiro-ministro, Pakalitha Mosisili.

Mosisili quer voltar ao cargo e terá pela frente o também ex-premiê Thomas Thabane, que apresentou pelo Congresso de Todos os Basoto (ABC, na sigla em inglês) a moção que derrubou seu rival.

Os analistas preveem que a divisão das 120 cadeiras em jogo sejam atribuídas a um novo Governo frágil de coalizão, o que complicaria a saída da crise vivida pelo país desde o dia 30 de agosto de 2014.

Naquele dia, Thabane se viu obrigado a fugir para a vizinha África do Sul por causa de uma tentativa de golpe na qual os militares revoltosos cercaram sua casa.

Thabane - que governava em coalizão desde as eleições de 2012 - tinha acabado de destituir o chefe do Exército, Tlali Kamoli, um general próximo a Mosisili que não aceitou a decisão do premiê e recorreu a soldados leais para intimidá-lo.

O premiê retornou à capital do Lesoto, Maseru, dias depois, escoltado por policiais da África do Sul, que rodeia geograficamente o reino montanhoso e tem grande influência econômica e política no país.

Negociações patrocinadas por Pretória levaram à realização de novas eleições em fevereiro de 2015, e a divisão de cadeiras levou Mosilisi ao poder, que não cumpriu sua promessa de tornar efetiva a saída de Kamoli do comando das Forças Armadas.

Organizações pró-direito humanos denunciaram posteriormente uma campanha de repressão contra opositores comandada por Kamoli que levou Thabane - que tinha reconhecido sua derrota - a se refugiar outra vez na África do Sul.

Kamoli foi finalmente substituído em novembro de 2016 e Thabane retornou ao Lesoto em fevereiro deste ano, dias antes de impulsionar com sucesso a moção contra Mosisili.

Com pouco mais de dois milhões de habitantes, a monarquia constitucional do Lesoto já passou por vários golpes de estado desde que se tornou independente do Reino Unido em 1966.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos