Exército paquistanês afirma ter matado 5 soldados indianos na fronteira

Islamabad, 3 jun (EFE).- O exército paquistanês afirmou neste sábado que matou cinco soldados indianos e destruído vários bunkers em resposta a uma suposta violação do cessar-fogo pelas forças da Índia na Linha de Controle (LoC), que serve de fronteira de fato entre os dois países na disputada Caxemira.

"Respondemos violentamente às violações do cessar-fogo da Índia em Tatta Pani, na LoC. Bunkers indianos destruídos, cinco soldados mortos e muitos feridos", escreveu no Twitter o diretor do escritório de comunicação militar (ISPR), o general Asif Ghafoor.

O porta-voz não ofereceu mais detalhes sobre os confrontos.

Trata-se do segundo episódio de violência na fronteira que separa as duas potências nucleares nesta semana, depois que o Paquistão acusou na quinta-feira a Índia da morte de dois civis e de ferir outros seis.

No final de maio, o Exército indiano afirmou que tinha atacado um posto paquistanês pelo qual supostamente era facilitada a entrada de insurgentes em solo indiano desde o outro lado da fronteira.

As violações do cessar-fogo na disputada Caxemira são relativamente comuns e costumam coincidir com enfrentamentos políticos entre as nações vizinhas.

No final de 2016, houve uma escalada da tensão por causa de um ataque por parte de um suposto grupo insurgente paquistanês, que causou a morte de 19 soldados indianos em setembro, que tiveram como respostas ataques "cirúrgicos" na fronteira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos