Perfil de ministro do Bahrein é invadido para denunciar "crimes" sauditas

Manama, 3 jun (EFE).- O perfil do Twitter do ministro de Assuntos Exteriores do Bahrein, Khalid bin Ahmed al Khalifa, foi invadido neste sábado por desconhecidos, que usaram a conta oficial para denunciar os "crimes" da Arábia Saudita contra os xiitas, que são maioria no país.

"A conta do ministro de Assuntos Exteriores, Khalid bin Ahmed al Khalifa, foi hackeada. Por favor tenham cuidado", afirmou o ministério em um comunicado.

Durante várias horas, a conta do chefe da diplomacia do Bahrein mostrou fotografias de pessoas mortas por disparos, páginas do corão queimadas e uma mesquita sendo destruída por escavadoras.

O ministro recuperou a conta horas após a invasão, apagou as mensagens polêmicas e, segundo a agência de notícias oficiais BNA, ordenou uma investigação para identificar os autores da invasão, os que acusou de pertencer um "grupo terrorista".

Em um das mensagens, os hackers escreveram a hashtag #Saraya Mujtar, nome de um grupo armado xiita que ficou conhecido em 2013 e que atribuiu a autoria de ataques esporádicos contra a polícia com armas e bombas caseiras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos