Polícia afirma que dois dos incidentes de Londres são atos terroristas

Londres, 4 jun (EFE).- A Polícia Metropolitana de Londres (Met) confirmou neste domingo (data local) que os incidentes ocorridos na noite deste sábado na London Bridge e no vizinho Borough Market são atos "terroristas".

No entanto, as forças da ordem acrescentaram que o terceiro incidente, registrado no bairro de Vauxhall, ao sul da capital britânica, não está relacionado com os outros dois.

A confirmação da polícia foi divulgada depois que a primeira-ministra britânica, Theresa May, qualificou como "terríveis" estes atos e antecipou que estes estavam sendo tratados como "potenciais atos de terrorismo".

"Esta é uma investigação muito ativa. Quero expressar o meu grande agradecimento à polícia e aos serviços de emergência que estão no local. Os nossos pensamentos estão com os afetados por estes horríveis incidentes", afirmou May em uma declaração.

A premiê britânica convocou para a manhã deste domingo uma reunião do comitê de emergência Cobra, formado pelos principais ministros e representantes da polícia e dos serviços secretos, em sua residência oficial de Downing Street, segundo informou o governo.

De acordo com testemunhas, uma caminhonete branca invadiu a calçada da London Bridge, atropelando transeuntes que caminhavam pela ponte, enquanto que no vizinho Borough Market uma pessoa foi esfaqueada.

As testemunhas também detalharam que o veículo procedia da área do centro da capital e dirigia-se para a zona sul do rio Tâmisa, onde "cinco ou seis pessoas" recebiam tratamento médico.

Já em Vauxhall o incidente não está sendo tratado como terrorismo e a polícia informou que se tratou de um ataque com arma branca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos