Combates entre regime e rebeldes deixam 31 mortos na cidade síria de Deraa

Cairo, 4 jun (EFE).- Pelo menos 15 combatentes de facções rebeldes e islâmicas e outros 16 homens armados leais ao regime de Damasco morreram nas últimas 48 horas nos confrontos protagonizados por ambos grupos na cidade de Deraa, no sul da Síria e incluída no acordo de redução das hostilidades.

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, que informou que os combates se centram no bairro de Al Manshiya, o exército leal a Bashar al Assad lançou 111 mísseis, que se acredita que eram terra-terra, e pelo menos 77 barris explosivos de helicópteros em distintas áreas da cidade, desde o início dos combates.

Estes ataques se somam aos 345 disparos de artilharia e morteiros lançados pelo exército sírio e a 41 ataques aéreos, segundo a ONG.

O Observatório destacou que entre as baixas do regime se encontram sete combatentes do grupo xiita libanês Hezbollah, que combate lado a lado com as forças leais a Damasco.

Segundo a ONG, os enfrentamentos, que qualificou como "violentos", começaram após um contra-ataque lançado pelos grupos rebeldes depois que o exército conseguiu vários avanços na área de Al Manshiya.

Por sua parte, a agência de notícias oficial "Sana" não informou dos combates e se limitou a afirmar que um civil morreu ontem e outros 25 ficaram feridos entre ontem e hoje pelo lançamento de bombas contra áreas controladas pelo exército.

As duas jornadas de enfrentamentos registrados entre as duas partes na cidade é a terceira desde a entrada em vigor do acordo assinado no início de maio entre Rússia, Irã - aliados do Executivo de Damasco - e Turquia - representante dos rebeldes.

Em Deraa atuam vários grupos rebeldes e islâmicos, entre eles o Organismo de Liberdade do Levante, a aliança da ex-filial da Al Qaeda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos