Israel condena ataques de Londres e se solidariza com Reino Unido

Jerusalém, 4 jun (EFE).- Israel condenou neste domingo os "horríveis" ataques de ontem à noite em Londres que deixaram sete mortos e 48 feridos, e assegurou que agora os britânicos "têm um melhor conhecimento" sobre o "terrorismo vivido por Israel".

"Estamos juntos ao povo britânico neste momento", expressou o Ministério de Assuntos Exteriores israelense em um comunicado divulgado na rede social Twitter, a mesma utilizada pelo ministro de Segurança Pública, Guilad Erdan, para se solidarizar com os britânicos e fazer uma chamada para "a criação de uma nova aliança global contra o terrorismo".

"Isto foi um ataque não só contra o Reino Unido, mas também contra os valores e a democracia do Ocidente. As nossas orações estão com as vítimas", disse o ministro, que mais tarde sustentou que "hoje há um conhecimento muito maior do terrorismo que Israel experimentou" e afirmou que "não é muitovdiferente dos motivos do islã extremista que realizou os ataques (de Londres)", recolheu o jornal "Times of Israel".

Segundo o mesmo meio, novas figuras da esfera política israelense se pronunciaram sobre o fato, como o deputado Yehuda Glick, que o vinculou com os palestinos ao afirmar que "aparentemente, a contribuição significativa dos palestinos ao mundo é novos métodos de terrorismo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos