Inundações obrigam mais de 3 mil pessoas a deixarem seus lares no Uruguai

Montevidéu, 5 jun (EFE).- O número de pessoas deslocadas de seus lares no Uruguai por causa das inundações aumentou para 3.419, segundo informou nesta segunda-feira o Sistema Nacional de Emergência (Sinae).

Segundo a última revisão deste organismo, do total de deslocados no país, 1.113 correspondem a pessoas evacuadas pelas autoridades e 2.306 por iniciativa própria.

O departamento de Salto, situado ao noroeste do Uruguai, é o mais afetado pelas inundações e no qual se concentra a maior quantidade de deslocados, que chegam a 1.957.

Os demais departamentos afetados são Paysandú (noroeste) e Artigas (norte), que contam com 1.253 e 227 pessoas deslocadas, respectivamente.

O Sinae anunciou que suas autoridades percorrerão nesta terça-feira as áreas afetadas em Salto, enquanto que na quarta-feira farão o mesmo em Paysandú.

Tantas as prefeituras, como os bombeiros, a polícia, o exército e os ministérios estão trabalhando para "oferecer uma resposta efetiva na região afetada", segundo detalhou o organismo em um relatório.

O ministro de Defesa do Uruguai, Jorge Menéndez, falou nesta segunda-feira sobre as inundações e assegurou que os três braços das forças armadas estão prestando apoio nas áreas afetadas.

"Precisamos continuar apoiando o que está se realizando, os estudos nos fazem ver que o aumento de nível do rio Uruguai pode ter os seus efeitos ainda nesta área por alguns dias mais, ou aumentar se as chuvas continuarem", destacou Menéndez.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos