Trump critica Departamento de Justiça por enfraquecer proibição de viagens

Washington, 5 jun (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não poupou críticas nesta segunda-feira ao Departamento de Justiça do país, ao acusá-lo de enviar à Suprema Corte uma versão "aguada" da sua "proibição de viagem" a cidadãos de determinados países de maioria muçulmana, o que o magnata atribuiu à correção política.

Em seu perfil oficial do Twitter, o governante americano disse: "as pessoas, os advogados e os tribunais podem chamá-la como quiserem, mas eu chamo como é necessário, e isto é uma proibição de viagem".

Para Trump, "o Departamento de Justiça deveria solicitar uma audiência urgente na Suprema Corte da versão aguada da proibição de viagem para conseguir uma versão mais dura".

"O Departamento de Justiça deveria ter se atido à proibição original de viagem, não à versão aguada e politicamente correta apresentada à Suprema Corte", escreveu Trump no Twitter.

"Em qualquer caso, estamos investigando de maneira inflexível as pessoas que chegam aos Estados Unidos para manter a segurança de nosso país. Os tribunais são lentos e politizados", concluiu o governante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos