Agressor de Notre Dame afirma em vídeo que pertence ao Estado Islâmico

Paris, 6 jun (EFE).- A polícia da França encontrou nesta terça-feira no domicílio do agressor de um policial na esplanada em frente à catedral de Notre Dame, em Paris, um vídeo no qual este proclama sua pertinência ao Estado Islâmico (EI).

Na gravação, segundo afirmou o site da emissora "LCI", o agressor reivindicava suas "futuras ações".

O homem é um argelino nascido em janeiro de 1977 que chegou à França em março de 2014 e está casado com uma mulher de nacionalidade sueca.

Domiciliado em Cergy-Pontoise, no noroeste de Paris, o agressor não estava fichado pelos serviços policiais e não tem histórico judicial, segundo o site da emissora.

O jovem, que diz ser tradutor, tinha um estúdio alugado em uma residência de estudantes, para onde se deslocaram 15 agentes da BRI, a unidade de elite da polícia francesa, que, segundo a emissora, não encontraram nem armas nem explosivos.

O seu diretor de tese sobre o tratamento midiático das eleições, Arnaud Mercier, declarou à "LCI" que nada lhe fazia pressagiar o ataque.

"Pelo que conheço da sua personalidade, ainda que faça tempo que não estamos em contato, me deixa totalmente estupefato", disse Mercier sobre o agressor, que tinha trabalhado como jornalista na Suécia e na Argélia.

"Era alguém muito comprometido, que reconhecia os valores da democracia, acreditava muito no ideal jornalístico. (...) Não tinha barba, nem respeitava o Ramadã. A única coisa que observei é que não bebia álcool, mas há muitos muçulmanos que não bebem e não são perigosos jihadistas", acrescentou.

O ataque foi cometido pouco depois das 16h (horário local, 11h de Brasília) quando, após ameaçar várias pessoas, o agressor feriu um policial com um martelo, antes de ser detido por um companheiro do agente ferido.

Segundo as primeiras investigações, o homem atuou sozinho no momento do ataque, mas a polícia ainda investiga a participação de cúmplices.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos