Agressor gritou "isto é pela Síria" antes de ataque em Paris, diz ministro

Paris, 6 jun (EFE).- O homem que agrediu um policial nesta terça-feira com um martelo na praça situada em frente à Catedral de Notre Dame, em Paris, gritou "isto é pela Síria!" antes de lançar seu ataque, informou o ministro do Interior da França, Gerard Collomb.

O máximo responsável pela segurança pública na França disse que o agressor "se apresentava como um estudante argelino" e portava um cartão de identificação cuja autenticidade está sendo comprovada.

Segundo o ministro, foram encontrados com o homem, além do martelo, "facas de cozinha", o que mostra que os ataques contra as forças de segurança foram feitos "com instrumentos comuns".

Segundo as primeiras investigações, o homem agiu sozinho no momento do ataque, mas as autoridades ainda estão averiguando a possibilidade de ele ter cúmplices.

"O policial está bem, os ferimentos não são muito graves. O atentado poderia ter sido pior se seu colega não reagisse a tempo", explicou Collomb.

A procuradoria antiterrorismo de Paris abriu uma investigação sobre o ataque, que será realizada pela seção antiterrorista da Brigada Criminal e pela Direção Geral de Segurança Interior (DGSI), explicaram à Agência Efe fontes judiciais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos