Emir do Kuwait vai à Arábia Saudita após se oferecer como mediador com Catar

Cairo, 6 jun (EFE). - O emir do Kuwait, xeque Sabah Al-Ahmad Al-Jaber Al-Sabah, viajou nesta terça-feira à Arábia Saudita depois de se oferecer como mediador para a crise diplomática entre os países árabes com o Catar, informou a agência oficial "Kuna".

Al-Sabah será recebido pelo rei saudita, Salman bin Abdul Aziz al Saud, na cidade de Jeddah, de acordo com a agência, que não deu detalhes. O governante se ofereceu como mediador entre o Catar e os países árabes ontem à noite, durante uma conversa por telefone com o emir do Catar, Tamim bin Hamad Al Thani. Al-Sabah pediu ao que Al Thani "exercite o autocontrole" e "se abstenha" de dar passos que possam piorar a crise.

Por causa deste apelo, Al Thani decidiu "adiar" o discurso que tinha previsto oferecer ao povo catariano por causa da crise diplomática para dar tempo ao emir para que faça "contatos com as partes do conflito" e tentar "conter" a crise, conforme comunicado do ministério de Assuntos Exteriores catariano.

Arábia Saudita, Emirados Árabes, Egito e Bahrein anunciaram ontem a quebra de relações diplomáticas com o Catar e ordenaram o fechamento das fronteiras terrestres, aéreas e marítimos aos meios de transporte catariano. Depois se somaram à decisão as Maldivas e os governos apoiados pela Arábia Saudita nos conflitos do Iêmen e da Líbia.

Os países justificaram as medidas pelo suposto apoio do Executivo em Doha a "organizações terroristas", entre elas o Estado Islâmico e a Al Qaeda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos