Supremo do Chile amplia extradição de Fujimori por crimes contra humanidade

Santiago (Chile), 6 jun (EFE).- A Suprema Corte do Chile aprovou nesta terça-feira a ampliação da extradição do ex-presidente do Peru Alberto Fujimori, que agora poderá ser processado pela Justiça do seu país por crimes contra humanidade que ficaram de fora do julgamento que determinou sua prisão.

Em uma decisão unânime, a II Sala da Suprema Corte ratificou a sentença emitida pelo juiz Ricardo Blanco, instrutor do caso, em relação a dois crimes e a revogou a respeito de um terceiro delito.

Os magistrados chilenos aprovaram ampliar a extradição de Fujimori pelos crimes de homicídio e associação ilícita que teriam sido cometidos na localidade de Pativilica, no norte de Lima, por considerarem que se tratam de "delitos contra humanidade, imprescritíveis do ponto de vista da responsabilidade penal".

Tais crimes, diz a decisão, "constituem um ultraje à dignidade humana e representam uma violação grave e manifesta dos direitos e liberdades proclamadas na Declaração Universal de Direitos Humanos".

Por outro lado, a Suprema Corte revogou a decisão de Blanco em relação ao crime de peculato, que consideraram prescrito. O ex-presidente era acusado de ter autorizado o uso de US$ 800 mil para que um amigo, Augusto Miyagusuku, comprasse terrenos agrícolas em um projeto de irrigação no noroeste de Lima.

Fujimori, que governou o Peru entre 1990 e 2000, foi entregue pelo Chile à Justiça peruana para ser julgado por crimes de violação de direitos humanos.

O ex-presidente renunciou ao cargo por fax no fim de 2000 durante uma visita ao Japão e chegou de surpresa ao Chile em 2005, onde acabou preso e submetido a um processo de extradição.

Em 2012, a Corte Suprema do Chile aprovou a primeira ampliação da extradição, para que Fujimori fosse julgado pelo desvio ilegal de recursos militares, usados para financiar a campanha que garantiu sua reeleição para o período entre 2000 e 2005.

Fujimori atualmente cumpre uma pena de 25 anos por crimes contra a humanidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos