Terceiro terrorista de Londres é identificado como Youssef Zaghba

Roma, 6 jun (EFE).- A terceira pessoa que participou dos dois atentados terroristas do último sábado em Londres, que causaram a morte de sete pessoas, é Youssef Zaghba, filho de um marroquino e de uma italiana, informou nesta terça-feira o jornal italiano "Corriere della Sera".

Nascido em Fez, no Marrocos, em janeiro de 1995, o jovem foi detido pelas autoridades italianas no aeroporto de Bolonha em março de 2016 quando pretendia viajar à Turquia para depois seguir para a Síria, segundo a publicação italiana.

O serviço de inteligência italiano já havia alertado que o sujeito era considerado suspeito tanto para autoridades marroquinas como britânicas.

Os pais de Zaghba viveram juntos durante um tempo no Marrocos, mas se separaram depois e a mãe retornou à Itália para se estabelecer em Bolonha.

Youssef Zaghba viajou diversas vezes à Itália para vê-la e, em março de 2016, foi detido pelas autoridades italianas sob a acusação de terrorismo internacional.

O jovem, no entanto, acabou sendo absolvido da acusação e foi liberado pelas autoridades italianas, mas acabou sendo incluído na lista de pessoas potencialmente perigosas para a segurança do Estado.

O "Corriere della Sera" informou que Zaghba tinha obtido recentemente um emprego temporário em um restaurante em Londres.

Os outros dois agressores foram identificados pela polícia britânica como Khuram Shazad, britânico de 27 anos nascido no Paquistão, e Rachid Redouane, de 30 e de origem marroquina e líbia. EFE

lsc/rpr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos