Forte tempestade na Cidade do Cabo mata pelo menos cinco pessoas

Joanesburgo, 7 jun (EFE).- Pelo menos cinco pessoas morreram durante uma tempestade, a pior dos últimos 30 anos, que desde ontem castiga a Cidade do Cabo (a África do Sul), informaram nesta quarta-feira fontes oficiais.

Quatro membros de uma família morreram em um incêndio causado por um raio, enquanto outro homem faleceu quando sua casa desabou devido às fortes chuvas que afetam toda a província sul-africana do Cabo Ocidental.

"Fizemos o que foi possível mas, infelizmente, enfrentamos a pior tempestade em 30 anos nesta província", disse o porta-voz do Governo local, James-Brent Styan, citado pelo portal sul-africano "Eyewitness News".

A tempestade paralisou a cidade, a segunda mais populosa da África do Sul, onde as escolas foram fechadas e muitas zonas ficaram sem eletricidade.

As autoridades advertiram que trata-se de uma tempestade "sem precedentes" e pediram à população que permaneça em suas casas até amanhã pela tarde, quando é esperado que o temporal diminua.

Segundo os prognósticos, as ondas poderiam alcançar 13 metros de altura.

Muitos sul-africanos começaram a postar fotos e vídeos no Twitter sob a hastag #CapeStorm para mostrar os efeitos da forte tempestade.

O temporal ocorre depois que, no final de maio, o Governo sul-africano declarou como "desastre nacional" a seca na província do Cabo Ocidental a fim de desdobrar os recursos necessários para fazer frente à escassez de água.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos