Kim Jong-un pede que meninos norte-coreanos "odeiem os imperialistas"

Seul, 7 jun (EFE).- O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, pediu aos meninos de seu país que "odeiem os imperialistas e inimigos" e que "dêem tudo" pela sua pátria, segundo publicam nesta quarta-feira meios oficiais do regime.

Em um discurso pronunciado ontem no VIII Congresso da Organização de Meninos da Coreia (ONC) em Pyongyang, Kim disse que "os rapazes devem ter uma preparação cansativa para odiar os imperialistas e inimigos de classe", indica um artigo da agência estatal de notícias" KCNA".

Kim pediu a formação de integrantes da Organização de Meninos da Coreia (ONC) que eles se convertam em "revolucionários infantis da pátria socialista".

O encontro, no qual participaram altos cargos do regime, não era realizado desde 2013, quando Kim Jong-un o presidiu pela primeira vez desde que sucedeu seu pai no poder.

O líder disse acreditar em um futuro "claro e brilhante" do regime graças à organização infância, que dedica "tudo" pela pátria e "segue firmemente a alma da revolução coreana", segundo KCNA.

Esta mensagem foi passada em um momento de especial tensão militar na região, após os repetidos testes armamentísticos de Pyongyang - o último a semana passada -, que levaram a uma escalada verbal com a nova Administração Trump, que insinuou que estuda possíveis ataques preventivos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos