Bombas lançadas pelo EI ferem 4 jornalistas em Al Raqqa, na Síria

Beirute, 9 jun (EFE).- Pelo menos quatro jornalistas de meios de comunicação sírios e curdos que acompanhavam as Forças da Síria Democrática (FSD) na cidade de Al Raqqa foram feridos nesta sexta-feira por bombas lançadas pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI), informaram as FSD.

As FSD, uma aliança armada liderada por milícias curdas, explicaram em um comunicado que os repórteres estavam com um grupo de jornalistas e ativistas cobrindo a campanha militar no bairro de Al Meshlab, na periferia leste de Al Raqqa, no momento do ataque.

A nota destaca que os projéteis lançados pelo EI caíram próximo o grupo.

As FSD afirmaram que não é grave o estado dos feridos, que foram levados a centros de saúde para receber atendimento.

Desde o último dia 6 de junho, as FSD empreendem uma ofensiva contra a cidade de Al Raqqa, considerada a "capital" do califado autoproclamado pelo EI em 29 de junho de 2014.

A Síria é um dos países mais perigosos para os jornalistas, onde 211 profissionais e ativistas informativos morreram desde o início do conflito em março de 2011, segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos