Felipe VI condecora postumamente vítima espanhola de atentado em Londres

Astana, 9 jun (EFE).- O rei da Espanha, Felipe VI, assinou nesta sexta-feira no Cazaquistão o decreto com o qual concede a Grande Cruz do Mérito Civil a Ignacio Echeverría, o cidadão espanhol morto no atentado cometido no último sábado por radicais islâmicos em Londres.

O monarca assinou o decreto aprovado hoje pelo Conselho de Ministros na embaixada da Espanha no Cazaquistão, onde está em viagem para participar de diversas reuniões bilaterais com governantes estrangeiros e assistir à cerimônia de inauguração da Exposição Internacional de Astana.

Ao término do jantar que encerrou o ato de abertura da Expo, Felipe foi à sede da embaixada em Astana para assinar o decreto, para que seja publicado no Boletim Oficial do Estado deste sábado.

Na mensagem enviada através da conta no Twitter da Casa Real sobre a assinatura do decreto, Echeverría, um dos oito mortos no atentado, é classificado como "herói".

O governo concedeu a Echeverría, de 39 anos, a condecoração a título póstumo em reconhecimento ao seu "comportamento heroico e valentia" ao enfrentar os terroristas quando tentava proteger uma mulher, disse nesta sexta-feira o porta-voz do governo, Íñigo Méndez de Vigo.

O chefe de Estado tem o poder de assinar decretos em embaixadas da Espanha no exterior por se tratar de território espanhol. No caso de Felipe, não é a primeira vez que o faz como rei, já que, em setembro de 2014, assinou a nomeação de Alberto Ruiz-Gallardón como ministro de Justiça na sede da Espanha nas Nações Unidas, em Nova York.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos