Felipe VI e Xi Jinping defendem fortalecimento das relações bilaterais

Astana, 9 jun (EFE).- O rei da Espanha, Felipe VI, e o presidente da China, Xi Jinping, manifestaram nesta sexta-feira seu desejo de melhorar ainda mais a relação estratégica que os dois países mantêm há mais de uma década e de ampliar a cooperação em diferentes campos com "respeito mútuo".

O rei se reuniu hoje com Xi em um hotel de Astana ao chegar à capital do Cazaquistão para participar da inauguração da exposição internacional, que tem o tema "A energia do futuro", junto com vários governantes estrangeiros.

No primeiro encontro com o presidente chinês desde sua proclamação como rei, ocorrida em junho de 2014, Felipe VI convidou Xi a viajar para a Espanha "em um futuro próximo" para fortalecer o intercâmbio de visitas de alto nível.

"Queremos, no âmbito bilateral, que haja um grande lançamento dessa relação estratégica que estabelecemos há alguns anos", disse Felipe VI no breve discurso que fez no início da reunião, que durou cerca de 40 minutos.

Xi disse que dá "suma importância" à relação com a Espanha, e se mostrou disposto a trabalhar com o rei para "elevar a associação estratégica integral para um nível mais elevado em maior benefício dos dois países e os seus povos".

Esta foi a primeira vez em que o rei se reuniu com Xi, ainda que ambos tenham se conhecido em agosto de 2008, como príncipe e vice-presidente chinês, respectivamente, durante a abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim.

Acompanhado do ministro de Relações Exteriores, Alfonso Dastis, o monarca espanhol destacou que os laços com o país asiático são baseados no "respeito mútuo, no afeto e na admiração".

"Para mim, é um privilégio ter esta oportunidade de nos encontrarmos neste momento (...) Me permite evidenciar a trajetória tão frutífera de relações que tivemos ao longo destes últimos anos", comentou Felipe VI.

Para o rei espanhol, foi uma "constante" em ambos os governos "trabalhar para contribuir para o maior conforto dos povos e incrementar o nível e a qualidade dos intercâmbios comerciais, políticos e culturais".

Felipe elogiou o resultado da cúpula realizada entre a UE e a China no último dia 2 de junho, na qual as partes se apresentaram como firmes defensoras dos acordos contra a mudança climática após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciar a decisão de retirar seu país do pacto assinado em Paris.

A cúpula entre UE e China pôs em evidência "sinais muito positivos de passos a frente quanto a maior confiança, maior transparência e maior abertura", segundo o chefe de Estado espanhol, que lembrou que a Espanha está "muito em linha" com a política europeia.

O líder chinês, que está à frente da potência asiática desde 2013, elogiou o papel "relevante" que a Família Real espanhola desempenhou sempre para promover com "firmeza" a boa amizade entre os dois países e avaliou que está "mais consolidada a confiança mútua política, com frutíferos resultados" na cooperação bilateral.

A reunião com o presidente chinês é o encontro mais aprofundado que o rei da Espanha manterá durante sua estadia no Cazaquistão, com cujo presidente, Nursultan Nazarbayev, se reunirá no sábado, no palácio presidencial em Astana.

Esta tarde, Felipe VI conversará com o secretário geral da ONU, o português António Guterres, e com o presidente do Uzbequistão, Shavkat Mirziyoyev, outro dos países centro asiáticos que a Espanha tem interesses empresariais.

Por conta da inauguração da Expo de Astana, cerca de 15 chefes de Estado e de Governo viajaram à capital da ex-república soviética.

Entre eles está o presidente da Rússia, Vladimir Putin, com quem Felipe VI não havia se encontrado desde que se tornou rei, ainda que tenham conversado em diversas ocasiões, e o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, com quem o monarca espanhol se reuniu na semana passada em Madri.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos