Putin diz que Ásia Central e sul da Rússia estão na mira do EI

Astana, 9 jun (EFE).- O presidente russo, Vladimir Putin, advertiu nesta sexta-feira que o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) está de olho nos países da Ásia Central e regiões do sul da Rússia, durante a cúpula de líderes da Organização de Cooperação de Xangai (OCS), realizada em Astana.

"De acordo com as informações que temos, o EI tem planos para desestabilizar a Ásia Central e regiões do sul da Rússia. Nos países da OCS foram criadas e estão funcionando células clandestinas de combatentes do EI", disse Putin.

Neste sentido, o líder russo chamou os países-membros da OCS a reforçarem a cooperação, especialmente entre os serviços secretos, para fazer uma frente comum contra a ameaça terrorista.

Putin sublinhou que uma das prioridades do organismo é garantir a segurança e a estabilidade nas fronteiras dos países-membros do bloco, em meio ao auge "sem precedentes" do terrorismo e do extremismo.

"Disse em várias ocasiões que só unindo de forma sincera e construtiva os esforços de todos os países podemos combater essa marca", comentou Putin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos