Theresa May diz que "tories" precisam dar estabilidade ao Reino Unido

Londres, 9 jun (EFE).- A primeira-ministra do Reino Unido, a conservadora Theresa May, afirmou nesta sexta-feira que, se o seu partido ganhou mais assentos nas eleições de ontem, ele deve dar ao país a estabilidade necessária para liderar o "brexit".

Ao manter sua cadeira na circunscrição de Maidenhead, no sul da Inglaterra, May deu a entender que das eleições gerais de ontem pode deixar um Parlamento "pendurado", sem que nenhum partido tenha a maioria absoluta, de 326 cadeiras (a Câmara dos Comuns é formada por 650 assentos).

"Este país precisa de um período de estabilidade. Se o Partido Conservador ganhou a maioria das cadeiras e votos, ele deve assegurar essa estabilidade", disse.

No dia 18 de abril, Theresa May convocou eleições antecipadas com o objetivo, segundo explicou então, de aumentar sua maioria absoluta e ter uma liderança forte nas negociações sobre o "brexit", que devem começar no próximo dia 19.

A primeira-ministra ressaltou já ter explicado que o "brexit" é uma das suas prioridades, com o objetivo de conseguir o que é "melhor para o país".

Segundo uma projeção da BBC, os conservadores estariam perto da maioria absoluta de 322 cadeiras, oito a mais do que foi estimado ontem à noite após a votação nas eleições britânicas.

De acordo com a pesquisa boca de urna divulgada pelas emissoras "BBC", "ITV" e "Sky", os "tories" tirariam 314 cadeiras e os trabalhistas 266, mas a nova projeção da emissora pública melhora a posição do partido da primeira-ministra britânica.

Enquanto isso, os trabalhistas de Jeremy Corbyn ganhariam 261 cadeiras, cinco a menos do que estimado na consulta de ontem à noite.

Se não conseguir somar as 326 cadeiras necessárias, os "tories" poderiam contar com o apoio dos deputados unionistas pró-britânicos da Irlanda do Norte para formar um governo e desenvolver o orçamento do Estado e o programa eleitoral.

No momento da dissolução do Parlamento, em maio, os "tories" tinham 330 cadeiras, contra 229 do Partido Trabalhista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos